Expectativa de novos negócios reanima as participações de empresas brasileiras para o ano que vem

0
1218

Na sequência do nosso projeto Perspectivas 2019, o Petronotícias buscou duas fortes lideranças em setores diferentes. O Presidente da EBCO Systems, Luiz Claudio Santoro (foto), e o Diretor da Hirsa, Matheus Freitas. A Ebco, com sede em São Paulo, trabalha com scanners de conteineres e usa o Raio X para todo equipamento de segurança que opera. Tanto no Brasil como no exterior, atuando na área aeroportuária.  A Hirsa é uma empresa multidisciplinar que conquistou várias vitórias graças ao grande investimento feito em tecnologias de metrologia, como as medições das vazões de petróleo dos FPSOs em operação no Brasil. Vamos saber o que pensam. Primeiramente, Luiz Claudio Santoro:

– Como analisa os acontecimentos de 2018 em seu setor?

– O ano foi de uma leve recuperação, parar de piorar foi o grande feito de 2018. Muitas dificuldades, onde pudemos ver e sentir no mercado muitas empresas em grandes dificuldades. A EBCO trabalha com segurança aeroportuária e, de certa forma, somos um bom termômetro para avaliar as descidas e subidas do mercado de importação e exportação. Um ano, como disse, de uma recuperação, que pode trazer boas perspectivas.

– Quais seriam as soluções para os problemas que o país atravessa?

– Não existe solução que não seja pelo equilíbrio das contas publicas. A curto prazo  precisamos das reformas da previdência e fiscal. Porém, se não tratarmos a educação como prioridade número 1 do país, estaremos fadados ao eterno, como é conhecido, voo de galinha. Melhora nos índices de escolaridade possibilitam a redução da criminalidade, aumentam a produtividade e reduzem os gastos com a saúde.

– O que espera do Governo Bolsonaro ? Está pessimista ou Otimista ?

– É uma Resposta difícil, mas não podemos ser pessimistas. Porém, as dificuldades serão grandes para o novo governo. A população em geral não suporta mais a crise econômica e uma crise moral como a que estamos atravessando.  Sendo assim, todos farão um grande esforço para o sucesso do Brasil em 2019. Acho que ele mostrou independência ao escolher o seu ministério e desejamos sorte e competência para que a roda da economia volte a girar, com um país mais seguro.

A empresa carioca Hirsa é uma grata exceção no mercado de óleo e gás. A companhia conquistou boas vitórias conquistadas pelos investimentos de alto nível no setor de metrologia. Hoje, é a primeira empresa neste segmento. Um de seus diretores, Matheus Freitas (foto), acreditava que 2018 seria ruim, mas a empresa obteve bons resultados. Para 2019, ele se diz muito otimista. Vamos saber as suas opiniões:

– Como analisa os acontecimentos de 2018 em seu setor?

Esperávamos um ano morno sem grandes perspectivas, porém, apesar de tudo, vamos crescer. Conseguimos conquistar os principais objetivos estabelecidos e acima de tudo estamos sentindo no mercado a retomada do otimismo e esperança, no meu entendimento, graças ao novo cenário político e econômico.

– Quais seriam as soluções para os problemas que o país atravessa?

No mundo ideal, privatização e venda de ativos ineficientes e não estratégicos do estado. Retomada gradual das grandes obras de infraestrutura para retomar o crescimento e emprego. Reforma da previdência, reforma tributária com simplificação e desoneração da cadeia produtiva. Entretanto, sabemos que não é simples assim, se o Estado apenas diminuir o tamanho e a interferência no mercado os empreendedores de bem fazem o resto.

– O que espera do Governo Bolsonaro ? Está pessimista ou Otimista ?

Diminuição da máquina pública com redução de ministérios, secretárias, cargos comissionados e etc.. com nomeações técnicas e imparciais para as pastas estratégicas, promovendo eficiência e menos corrupção. Economia liberal, sem ideologia e em prol do Brasil. Totalmente otimista! (Petronotícias)