ZF mantém bons resultados no primeiro semestre de 2018

Vendas registraram crescimento orgânico de cerca de 8%

0
492
  • Lucro EBIT ajustado foi de aproximadamente 1,1 bilhão de euros

Friedrichshafen, Alemanha. No primeiro semestre de 2018, a ZF Friedrichshafen AG atingiu suas metas. As vendas cresceram para 18,7 bilhões de euros e o lucro operacional ajustado (EBIT) foi de aproximadamente 1,1 bilhão de euros. Mesmo com esses resultados, a ZF reduziu ainda mais suas dívidas com a aquisição da TRW e aumentou de forma significativa seus investimentos em propriedades, instalações e equipamentos, além de investimentos em pesquisa e desenvolvimento.

“O forte crescimento de vendas orgânicas de cerca de 8% demonstra que estamos oferecendo os produtos certos aos mercados globais”, afirma o CFO da ZF, Dr. Konstantin Sauer. “Obtivemos um crescimento significativo na China e nos EUA em particular, onde expandimos mais rápido que a média do setor, especialmente em carros de passeio”. No entanto, o desenvolvimento das vendas foi restrito pela valorização do euro, em particular em relação ao dólar americano e outras moedas. Os números totais de vendas do grupo incluíram a venda da Unidade Global de Negócios de Sistemas de Controle de Carroceria, realizada no segundo trimestre de 2018. Levando em consideração os efeitos da taxa de câmbio e a venda da Unidade, o aumento em negócios registrado no balanço chegou a 2%.

A ZF reduziu ainda mais sua dívida financeira bruta em aproximadamente 450 milhões de euros no período. Ao mesmo tempo, aumentou seus investimentos no futuro com investimento de 1,1 bilhão de euros em pesquisa e desenvolvimento, com foco nas tecnologias de condução autônoma, eletromobilidade e tecnologia de segurança ativa e passiva. A empresa investiu 500 milhões de euros em propriedade, instalações e equipamentos.

“Apesar de uma redução de dívida significativa e grandes investimentos futuros, encerramos alinhados a nossa meta de lucro de cerca de 6%”, explica Sauer. “Nosso principal foco no segundo semestre de 2018 será na qualidade das receitas”.

A ZF está cautelosamente otimista sobre o segundo semestre do ano. A redução da demanda prevista para carros de passeio nos mercados Norte-Americano e da Ásia-Pacífico pode potencialmente ser compensada por taxas de crescimento significativas no setor de veículos comerciais. Na Europa, a indústria automotiva continua a se desenvolver de forma positiva, com oportunidades e desafios surgindo a partir de mudanças tecnológicas. A América do Sul está crescendo fortemente – partindo de um nível baixo, no entanto.

“Mesmo se as condições se tornem mais difíceis no segundo semestre do ano – especialmente devido a empecilhos ao livre comércio – estamos nos concentrando em nossas previsões”, afirma o CFO da ZF, Dr. Konstantin Sauer. Para o ano de 2018 em geral, a ZF espera vendas consolidadas de aproximadamente 36,5 bilhões de euros. Além disso, espera-se que a margem EBIT seja de 6% e o fluxo de caixa de acionistas seja superior a 1 bilhão de euros.