Tecnologia de locomotivas aumenta produtividade na Operação Sul da Rumo

46 modelos ES43BBi reduzem o “transit time” e as paradas de manutenção, o que reflete diretamente nos maiores volumes de cargas transportados pela Companhia neste ano.

0
857

Redução de Transit Time, queda de paradas para manutenção e muito mais eficiência e potência para transportar as cargas. Esses são os benefícios oferecido pelas 46 locomotivas ES43BBi adquiridas entre 2015 e 2017 e que compõem a frota da Rumo na Operação Sul, que compreende vias férreas no Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul.

Os reflexos no desempenho de transporte na Operação Sul são evidentes, e no primeiro trimestre deste ano registraram aumentos. A quantidade de produtos agrícolas (soja, farelo de soja e milho) subiu 21%, com um total de 2,1 milhões de TKU (Tonelada por Quilômetro Útil). Já a de produtos industriais cresceu 13,5% no mesmo período. A capacidade de transporte da ES43BBi é 46% maior do que o modelo SD40 utilizado anteriormente. A mensuração de tonelada bruta transportada por cada HP do motor aumentou 45%: de 0,72 para 1,05 tonelada bruta por HP. A redução de Transit Time (Tempo de Trânsito) entre o Norte do Paraná e o Porto de Paranaguá foi reduzida em 8,34% desde o início das operações com a ES43BBi no final de 2016. Paralelamente, as paradas causadas por mau funcionamento caíram 84,10%.

Com tecnologia de última geração adaptada à bitola métrica, utilizada na maior parte da malha ferroviária brasileira, a ES43BBi conta com um sistema de tração de corrente alternada que fornece 38% mais capacidade de tração em comparação a modelos anteriores. As atuais locomotivas também são menos poluentes: o motor Evolution GEVO-12 utiliza melhor o combustível e possibilita uma redução de 26% em L/TKB (litros por tonelada bruta transportada) no consumo de diesel em relação às máquinas que operavam antes. A ES43BBi é uma “locomotiva digital”, pois conta com um sistema operacional online integrado à General Electric (GE), fabricante das máquinas. Essa tecnologia faz um diagnóstico antecipado de anomalias, reduzindo o tempo que a locomotiva fica parada para eventuais diagnósticos. A confiabilidade da máquina levou os intervalos de manutenção preventiva a serem semestrais.

Hoje, a frota da Rumo conta com 46 modelos ES43BBi que circulam de Maringá e Londrina a Curitiba ou Rio Negro. Os trens operados hoje são de 105 vagões com duas locomotivas, enquanto que com outras frotas eram necessárias de três a quatro locomotivas para fazer a mesma viagem. Além dos ganhos para o transporte, os maquinistas também são beneficiados: a BBi tem maior conforto interno na cabine, é mais ergonômica e mais silenciosa.