Produção de veículos é a maior desde outubro de 2014

Setor contratou 498 funcionários em agosto e já gerou 4,2 mil novos postos de trabalho este ano

0
145

Com alta de 18,6% sobre julho, a produção de veículos em agosto atingiu 291,4 mil unidades, o melhor desempenho do setor desde outubro de 2014. “Foi um mês muito forte”, comentou o presidente da Anfavea, Antonio Megale, ao divulgar o balanço da indústria na quinta-feira, 6.

“Atingimos no acumulado do ano uma produção superior a 1,97 milhão de unidades, bem próxima à média dos últimos dez anos para o período, que foi de pouco mais de 2 milhões”, comemorou o executivo.

Em relação aos primeiros oito meses de 2017, a produção do setor registra crescimento de 12,8%, devendo chegar às 3 milhões de unidades projetadas pela Anfavea. O setor contratou 498 novos funcionários em agosto e no ano já abriu 4,2 mil novos postos de trabalho – são hoje 132,5 mil contra 128,3 mil em dezembro passado.

O mercado interno em alta é o grande propulsor da produção de veículos neste início de segundo semestre, uma vez que a exportação tem retraído por causa de problemas na Argentina e no México.

A Anfavea admite rever projeções no próximo mês, provavelmente ampliando a meta para as vendas internas, reduzindo a das exportações e mantendo a previsão de produção.

Megale já adianta que em setembro a produção deverá ser menor, por causa do número de dias úteis. “Agosto tradicionalmente é um mês bom, que só perde para dezembro. Foram 23 dias úteis no mês passado e este mês serão apenas dezenove”.

A maior oferta de veículos em agosto ampliou o estoque nas fábricas e redes, que hoje está em 208 mil unidades, equivalentes a 34 dias de produção. “Houve crescimento, mas não é preocupante. Em parte deve-se à retração nas exportações. E como há ameaça de nova greve dos caminhoneiros e bom termos estoques na rede”. (Autoindústria – Foto: Divulgação/Renault)