Mitsubishi Electric anuncia recorde de US$ 41,8 bi em vendas globais no ano fiscal de 2018

Áreas de Automação Industrial e Dispositivos Eletrônicos foram principais responsáveis pelo crescimento de vendas registradas para o ano fiscal de 2017

0
1146

O grupo Mitsubishi Electric, líder mundial na fabricação de produtos elétricos e eletrônicos, fechou o ano fiscal de 2017 (que compreende abril de 2017 a março de 2018) com vendas líquidas de US$ 41,8 bi*, aumento de 5% em relação ao ano fiscal anterior e recorde desde sua fundação. No período, a companhia também apresentou EBITDA de US$ 3,4 bi, aumento de 23% em relação ao período anterior.

Os bons resultados refletem o aumento das vendas principalmente nos segmentos de Automação Industrial (crescimento de 10% em vendas totais) e Dispositivos Eletrônicos (incremento de 8% no mesmo índice). As divisões de Sistemas Elétricos e de Energia, além de Eletrodomésticos, também colaboraram para os bons resultados.

O EBITDA cresceu 23% comparado ao ano fiscal anterior, devido ao aumento na receita operacional, que subiu 18%, para US$ 3 bilhões. O aumento do lucro foi gerado principalmente pelos segmentos de Sistemas Elétricos e de Energia, Automação Industrial e Dispositivos Eletrônicos.

No período, a receita líquida atribuída à Mitsubishi Electric Corporation cresceu 29% comparada ao ano fiscal anterior, para US$ 2,5 bilhões.

No Brasil, a Mitsubishi Electric atua com as divisões de Automação Industrial e CNC, Sistemas de Ar Condicionado, Automação Predial, Componentes Automotivos, Sistemas de Transporte, Sistemas de Visualização e Sistemas de Energia, sendo que as mesmas registraram forte crescimento no ano de 2017.

Projeções para 2019

Em meio a um ambiente de incertezas na economia global, a Mitsubishi Electric Corporation planeja atingir resultados melhores em 2019 ao aperfeiçoar seu desempenho de negócios e posição financeira por meio de incentivo às suas operações globais, com o fortalecimento das unidades que proporcionam crescimento da companhia, além de aumentar a rentabilidade individual de cada uma das áreas, com melhorias para garantir o bom funcionamento de suas unidades ao redor do mundo.

*Valores obtidos de acordo com uma taxa de câmbio de 106 ienes para o dólar Americano, cotação fornecida pelo Mercado de Câmbio de Tóquio em 31 de março de 2018.