Estado de São Paulo registra aumento de 2% no consumo de gás natural em 2017

De acordo com o Anuário de Energéticos por Município da Secretaria de Energia e Mineração no mesmo período o consumo de etanol reduziu em 2%

0
736

A Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, divulgou nesta sexta-feira, 9 de novembro, o Anuário de Energéticos por Município do Estado de São Paulo 2018 ano base 2017. O levantamento mostra que os 645 municípios do Estado foram responsáveis pelo consumo de 43 milhões de toneladas de óleo equivalente (toe) contra 42 milhões do ano anterior. O estudo aponta ainda um aumento de 2% no consumo de gás natural, uma redução também de 2% na utilização do etanol e a estabilização no uso da energia elétrica e nos derivados de petróleo.

Apenas cinco municípios correspondem por 32,3% do total do consumo no Estado. A capital paulista lidera o ranking de consumo dos diversos tipos de energia respondendo por 19,9%, seguida por Guarulhos com 6,3%, Campinas com 2,7%, Santo André com 1,8% e Paulínia com 1,6%. Os insumos mais utilizados foram os derivados de petróleo, energia elétrica e etanol. “O gás natural é um energético seguro e que possui baixa emissão de poluentes. O aumento no consumo em relação ao ano anterior foi observado em todas as categorias com destaque para a termogeração”, explica o secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, João Carlos Meirelles.

No consumo de energia elétrica por região administrativa a Região Metropolitana de São Paulo foi responsável por 40% de toda energia consumida em 2017 totalizando 52,3 TWh. Na sequência vem a região administrativa de Campinas com 26,4 TWh, seguida por Sorocaba  12,5 TWh, São José dos Campos 8,3 TWh e Santos com 6,2 TWh.

Na utilização do gás natural como insumo energético a região da capital paulista consumiu 2,1 bilhões de m³, seguida pela região administrativa de Campinas 1,7 bilhão de m³, São José dos Campos 627 milhões de m³, Sorocaba 416 milhões de m³ e Santos com 285 milhões de m³.

Confira o ranking de consumo de energéticos totais em toe das regiões administrativas do Estado de São Paulo em 2017.

Regiões
Administrativas

TOTAL Emissões de CO2

 (toe)

 (103 t/ano)

RMSP

17027345

30465,22137

Campinas

8890475 15906,84855
Sorocaba 3082924

4889,192898

São José dos Campos

2771979 5066,420638

Santos

1586752

2673,471437

Ribeirão Preto 1347818

2385,848378

São José do Rio Preto

1808111 3580,418577
Central 1049534

1818,220013

Bauru

1002991 1689,781312
Marília 961940,3

1909,892071

Araçatuba

795561,8 1549,015568
Presidente Prudente 718525,6

1305,292471

Franca

632120,9 1135,34743
Itapeva 496999,8

1052,104433

Barretos

531495,3

1074,272685

Registro 386168,7

965,5063695

Estado de São Paulo 43090742

77466,8542

 

Sobre o Anuário
O Anuário de Energéticos por Município no Estado de São Paulo 2018 ano base 2017 apresenta dados sobre os principais energéticos consumidos pelos 645 municípios paulistas – energia elétrica, gás natural, etanol e derivados de petróleo, bem como as respectivas emissões de dióxido de carbono (CO2).

O documento é uma ferramenta para que gestores municipais públicos e privados possam desenvolver atividades regionalizadas de planejamento energético e ao mesmo tempo estimular o empreendedorismo local gerando emprego e renda para a população.

As principais informações do anuário podem ser acessadas na ferramenta Dados Municipais, com link disponível na homepage do site da Secretaria de Energia e Mineração. O arquivo com o estudo completo também está disponível na Biblioteca Virtual do hotsite Dados Energéticos. Para acessar a ferramenta online ou o pdf acesse www.energia.sp.gov.br (Secretaria de Energia e Mineração).