Encontro em Palhoça teve demonstração de drone para resgate aquático

Movimentação ocorreu no dia 25 de junho, no campus da Unisul na cidade (a 15 quilômetros de Florianópolis), durante um seminário sobre veículos não tripulados

0
616

A empresa gaúcha SkyDrones fez, no dia 25 de junho, a primeira demonstração prática do sistema para drone de resgate aquático doado ao Corpo de Bombeiros de Santa Catarina. A apresentação ocorreu em Palhoça, durante o Seminário Direito e Gestão na Aviação com Emprego de RPA/Drones, promovido pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul). A movimentação foi na Unidade Universitária Pedra Branca, na cidade a 15 quilômetros de Florianópolis.

 

Também foi realizada uma sessão exclusiva sobre o uso de drones na segurança pública, com as falas de representantes das polícias militar e civil, além do Corpo de Bombeiros, Marinha e Comando da Aeronáutica, seguida de demonstração prática.

 

COMO FUNCIONA

Chamado de SAR Tube (do inglês Search and Rescue – busca e salvamento), o sistema da SkyDrones pode ser acoplado a diversos tipos de drones e consiste de lançador e boia auto inflável, além do software pelo qual o aparelho se posiciona e lança automaticamente a boia, depois que o operador toca sobre a imagem da vítima no visor de seu controle. A boia infla logo que toca na água e serve de suporte para a vítima enquanto a equipe de resgate está a caminho. A principal vantagem é que a tecnologia pode ser instalada em drones menores e de baixo custo – no caso dos bombeiros brasileiros, modelos Phanton e Inspire 1, da chinesa DJI.

 

DEMANDA CATARINENSE

Conforme o CEO da SkyDrones, Ulf Bogdawa, o SARtube foi lançado no ano passado a partir de uma demanda justamente dos bombeiros catarinenses, durante o Congresso Internacional de Bombeiros e Emergências (CIBE), ocorrido em Goiânia/GO. “Eles nos comentaram que possuíam um Phanton 4 para monitoramento das praias, mas era angustiante apenas observar a pessoa em risco de afogamento, sem poder lançar nada enquanto os salva-vidas estavam a caminho”, recorda.

 

RESGATE REAL

No Brasil, o SAR Tube teve em fevereiro o primeiro resgate em situação real na Represa Guarapiranga, em São Paulo. O aparelho foi doado pela SkyDrones para a Guarda Civil Metropolitana da capital paulista (reveja AQUI). A empresa também doou um sistema parecido para o Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul. O sistema da empresa brasileira já foi vendido para os Estados Unidos, Bahamas e Alemanha.  Em terras norte-americanas, dois aparelhos resgate foram enviados para a Disney, que deverá operá-lo em um de seus navios de cruzeiro pelo Caribe. Além disso, 22 drones com SAR Tube foram adquiridos pelo governo alemão para resgates no Mar do Norte.