Colombiamoda deve gerar US$ 1,6 milhão para calçadistas brasileiros

0
62

A feira calçadista Colombiamoda, realizada entre os dias 24 e 26 de julho, em Medellin/Colômbia, deve gerar mais de US$ 1,6 milhão em negócios para as 15 marcas brasileiras expositoras. A participação se deu por meio do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

A analista de Promoção Comercial da Abicalçados, Maria Patrícia de Freitas, destaca que, apesar da visitação mais fraca do que a habitual para o evento, as calçadistas brasileiras venderam, in loco, US$ 128 mil. “Os compradores que visitam a Colombiamoda têm uma característica que os difere dos visitantes tradicionais de grandes feiras comerciais. Eles costumam avaliar o produto na feira, levar para o escritório, para só depois fechar pedidos”, conta Maria Patrícia, ressaltando a expectativa de negócios para os próximos seis meses, em decorrência das negociações iniciadas no evento: US$ 1,6 milhão. “Esse número é o dobro do registrado na mostra anterior”, frisa.

Diferenciados
Segundo a analista, empresas que apostaram em produtos diferenciados, que não concorrem apenas no preço, colheram bons resultados. “A China está vindo com bastante força para o mercado colombiano, então competir no preço é impossível”, destaca.

Estreante na mostra colombiana, a marca de alpargatas Cervera, colheu resultados satisfatórios. “A Colombiamoda nos surpreendeu positivamente, pela quantidade de contatos gerados, especialmente com grandes redes do mercado local. Como eles não possuem esse produto – alpargatas autênticas – acabamos chamando a atenção de visitantes e da imprensa. É um mercado muito promissor para a Cervera”, avalia a diretora da empresa, Ana Delia Iaconelli, que ainda comemora o acerto com um distribuidor local.

Mercado 
A Colômbia é o 7º maior mercado internacional para o calçado brasileiro. Entre janeiro e junho deste ano, os colombianos compraram US$ 16,5 milhões dos fabricantes brasileiros, número estável em relação a igual período de 2017. “Porém, nos últimos cinco anos, as exportações brasileiras de calçados para a Colômbia cresceram 45%, um número significativo e que demonstra a importância das ações do Brazilian Footwear para a promoção do produto nesse país”, conclui Maria Patrícia.

Participaram da Colombiamoda as marcas Piccadilly, Cravo & Canela, West Coast, Usaflex, Beira Rio Conforto, Moleca, Vizzano, Molekinha, Modare Ultraconforto, Molekinho, Invoice, Dian Pátris, Ala, Zatz e Cervera