Acciona participa de projeto europeu de eliminação de materiais de construção produzidos a partir de combustíveis fósseis

Objetivo é desenvolver novos produtos para a construção e indústria automotiva derivados de biomateriais e fibras naturais Toda a cadeia de valor será abordada no projeto: síntese, fabricação, validação e dimensionamento industrial

0
505

A Acciona Construção, empresa do Grupo Global de origem espanhola Acciona, líder em promoção, desenvolvimento e gestão de infraestruturas, água, serviços e energia renovável, é uma das empresas que, através de seu Centro de Tecnologia R&D, participa do Projeto Europeu Reinvent, cujo objetivo principal é reduzir a dependência de produtos produzidos a partir de combustíveis fósseis, garantindo um crescimento mais sustentável, que respeite o meio ambiente através do uso de produtos derivados de biomateriais e fibras naturais.

 

Além da Acciona Construção, o projeto envolve 19 instituições de nove países diferentes, sendo parceiros industriais; PME; institutos de pesquisa e universidades. Todos serão responsáveis por cobrir toda a cadeia de valor, desde a pesquisa aplicada a obtenção e o desenvolvimento do produto, até sua validação e comercialização.

 

O Projeto Reinvent busca, a partir da síntese de novos polióis e fibras de sementes e plantas, a produção de novo poliuretano e fabricá-lo em escala industrial. Estas espumas substituirão as derivadas do petróleo, usadas nas indústrias de construção e automobilística. Dentro do projeto, as ações da Acciona Construção se concentrarão na validação dos produtos obtidos: suas propriedades melhoradas; seus novos recursos; sua sustentabilidade, e o custo, comparando-os com os produtos atualmente disponíveis no mercado, derivados de petróleo. Além disso, novas tecnologias de reciclagem serão pesquisadas e desenvolvidas em paralelo, mais eficientes em termos econômicos e energéticos.

 

O Projeto Europeu Reinvent tem orçamento de 6,5 milhões de euros, financiado através do programa europeu BBI-JU-H2020. Esta iniciativa faz parte do programa Horizonte 2020, que, com um orçamento de 80 milhões de euros, financia projetos de pesquisa e inovação em diversas áreas disciplinares no contexto europeu.

 

Esta iniciativa europeia nasceu como uma resposta direta aos atuais desafios do continente, com a necessidade de contribuir para uma sociedade mais sustentável e a luta contra as alterações climáticas. As indústrias automotiva e de construção têm grande potencial para implementar essa estratégia, cujo objetivo é a evolução para uma bioeconomia.

 

A Acciona Construção, através de seu Centro de Tecnologia, tem participado nos últimos 10 anos em mais de 100 projetos de I&D cooperativos, apoiados pela Comissão Eurpeia, através do FP7, programa anterior realizado entre 2007 e 2013, e o seu sucessor atual, o H2020 (2014-2020). Por meio destes projetos, a Acciona Construção investe na melhoria da eficiência dos seus processos de construção, bem como a sustentabilidade destes processos.