8ª FORMÓBILE INOVA COM INDÚSTRIA DO FUTURO

0
1144

A Indústria 4.0, também conhecida como 4ª Revolução Industrial ou Manufatura Avançada, será um dos assuntos destaques durante a 8ª edição da ForMóbile – Feira Internacional da Indústria de Móveis e Madeira, que acontece de 10 a 13 de julho de 2018, no São Paulo Expo. O tema será abordado em palestras e talks de uma das áreas de conteúdo específico, a Indústria do Futuro, e também será demonstrado ao vivo no chamado Circuito Manufatura do Futuro, realizado pela parceria da feira com três empresas: a Stäubli (fornecedora de soluções mecatrônicas com três divisões: máquinas têxteis, conectores e robótica), a Nova Tecnologia (elaboradora de projetos de melhoria da manufatura, automação de mecanismos, segurança, robótica e projetos de máquinas especiais) e a Brasmacol (referência em componentes para móveis como portas, gavetas e molduras).

“A Indústria do Futuro, é um projeto novo que trará debates como ‘Conceitos, desafios e impacto da Indústria 4.0 no Brasil’, ‘Marketing digital para comunicação B2B’ e ‘Cenários econômicos para os próximos anos e seus efeitos na indústria moveleira’. O Circuito Manufatura do Futuro, vai complementar estes talks, servindo de demonstração prática dos conceitos da Indústria 4.0, ajudando a elucidar o tema para os visitantes da feira”, explica Liliane Bortoluci, diretora da ForMóbile.

As empresas mostrarão parte da cadeia da Indústria 4.0 a partir da produção de um exemplar de Tangram, quebra-cabeça chinês formado por um conjunto de sete peças – cinco triângulos, um quadrado e um paralelogramo. Do início ao fim do processo, o conceito da nova revolução, “a de que a indústria se comunica com certa autonomia”, será comprovado por um processo de manufatura totalmente flexível, interconectado e inovador que agrega tecnologias avançadas e acessíveis. “Cada etapa do circuito acontecerá sem a utilização de conexões físicas entre as máquinas e equipamentos. Os visitantes também poderão participar e interagir com as partes do processo industrial, desde o processamento do pedido do Tangram até a retirada do produto final exclusivamente produzido para ele”, explica Marcelo Silva, gerente geral da Stäubli.

“Participando desta ação, a Brasmacol espera demonstrar seu posicionamento a favor da Indústria 4.0, ao mesmo tempo que ilustra as possibilidades e oportunidades que precisam ser aproveitadas ao se incorporar a manufatura avançada no processo produtivo. Por mais simples e lúdica que seja, esta ação pretende incentivar e expor o conceito, que precisa ser assimilado antes de qualquer ação efetiva para implantação dos recursos”, conta Giovani Colognese, diretor de operações da Brasmacol.

“É importante mostrar para a indústria moveleira que a automação não é um bicho de sete cabeças. Qualquer empresa, seja grande ou pequena, pode implementar um sistema eficiente, que reduz custos, economiza energia e aumenta a produtividade de seu negócio”, completa Diogo Fonseca, diretor da Nova Tecnologia.